Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Os segredos, são para sempre?

Os segredos, são para sempre?

"Todos temos segredos". Esta é uma afirmação antiga e que muitas vezes usamos em conversas. Mas a questão é: Será que conseguimos manter segredos durante toda uma vida? Principalmente quando falamos de segredos da nossa vida amorosa, escondidos dos parceiros atuais?

 

A questão dos segredos, principalmente no diz respeito aos namoros antigos, já os referi aqui. Mas, inspirado por um texto que li recentemente no blogue "E se eu pedir com jeitinho?", decidi adiantar este texto que tenho em rascunho. A Elza, autora do blogue, enumera uma série de segredos que as mulheres devem manter para não ferir as susceptibilidades dos homens.

 

Bem, na verdade, o tema tocou-me mas não por causa dos segredos. Como homem, revejo naquelas descrições uma série de estereótipos masculinos que tenho vindo a referir ao longo das conversas que aqui tenho no que diz respeito às relações entre homens e mulheres.

 

A não ser que se esteja casado ou junto com a mesma pessoa desde sempre, todos sabemos que o parceiro(a) tem uma vida antes de ter descoberto "o caminho da luz". Estou a brincar, obviamente, mas creio que cada um de nós pensa da mesma forma. Ou seja, havendo uma relação feliz, com amor e atração, sem traição, esta é a relação que procuramos. Alguns, infelizmente, procuram-na a vida toda.

 

Por isso, há coisas que nada têm a ver com secretismo. Mas antes com sensibilidades, respeito e auto-confiança masculina (e feminina). Os homens gostam, adoram, anseiam, por uma mulher misteriosa, mas, acreditem, desconfiam de mulheres com segredos.

Não deixe o livro escancarado, mas deixe-o ir espreitando de vez em quando, deixe-o ler uma ou outra página para conhecer a história. Afinal, você é a heroína do romance que ele vai lendo!

Quando uma mulher decide não comentar com o companheiro que há alguma coisa que ele está a fazer de errado, e "finge" que está tudo bem, no que ao sexo diz respeito, além de o estar a enganar a ele, está a engar-se a si própria e a preparar o caminho para uma relação de insatisfação.

 

Não falo, claro, de um caso isolado, maus dias temos todos. E nem todos os dias o sexo é igual. Mas quando se trata de algo que a mulher sente necessidade de esconder, é porque as coisas precisam de ser discutidas entre o casal. Como costumo dizer, uma conversa é sempre o melhor remédio para encontrar a solução.

 

Neste caso, digo por experiência própria, as mulheres devem pedir o que gostam (tal como os homens). Durante o sexo há momentos para estar calado mas aquelas frases, no momento certo são mais excitantes do que qualquer outro movimento que se possa fazer. E, como já escrevi aqui, para um homem, uma mulher pedir ao ouvido que ele faça uma coisa específica... leva-o ao clímax quase antes do tempo!

 

"Não te atrevas a mexer agora", diz ela no momento certo.

 

Por isso, esqueçam lá essa cena de dizer que foi ótimo, quando não foi, e quando o homem até sabe disso e percebe que estão a mentir. Não queiram manter uma relação com base na mentira.

 

Não vou abordar todos os "segredos" expostos pela Elza, e nem sequer me sinto intrigado pelo livro referido, pois parece-me ser mais um daqueles que abordam os clichés que me irritam.

 

Mas, devo dizer, lá em casa, sou eu quem tem mais sapatos e que estou sempre pronto para comprar mais um par. Bem sei, não me conhecem, mas estou longe do estereótipo que possam estar a imaginar de homem afeminado.

 

Quanto aos sonhos com namoros antigos, tenho apenas a dizer que nunca os esquecemos. Eu sei disso, a minha mulher sabe disso, e creio que todos pensam da mesma forma. O nosso passado está sempre presente, faz parte de nós. E, como é óbvio, um sonho é um sonho, todos os temos, não sabemos explicar, e nesse caso, sim, se tivemos um sonho com alguém fora da relação, principalmente se o tema for mais quente, mais vale dourar a pílula. Depende da confiança que o caal tem entre si.

 

Devo revelar, no meu caso, muitas vezes esse tipo de sonhos envolvem quem está comigo. Por isso, partilhar não custa nada!

 

Quanto ao passado, tenham sido bons ou maus momentos, sabemos que eles existem. Como é óbvio, não é para estar sempre a falar deles, ou a contar pormenores sórdidos de como a língua se mexeu mais ou menos naquele beijo com o(a) ex. Mas deixo uma pergunta: não será pior, num dia qualquer, num jantar, onde até se bebeu um pouco mais, as amigas deixarem escapar "inocentemente" aquele caso com o Carlão, do qual o seu novo companheiro nunca ouviu falar e ficar aquele clima meio estranho onde só o seu (sua) companheira se sente de fora?

 

Quanto aos pelos, acha mesmo que os homens acreditam que nasceram assim? Conheço homens com muitos estilos, não conheço nenhum (mesmo os que gostam do terreno lisinho) que acreditem que as mulheres nasceram sem pelos e assim se mantêm ao longo da vida, sem a necessária manutenção. 

 

Aliás, até conheço alguns que adoram conversas sobre depilação. Há gente para tudo. Mas se há quem acredite que as mulheres são assim, ou nunca viram muitas, ou gostam de ser enganados. E, perdoem-me os que pensam dessa forma, se os há, deviam fazer um curso intensivo!

 

Já percebi que é uma adepta do "livro fechado" e que a vida lhe corre bem dessa forma. Mas, sinceramente, como homem, permita-me o conselho, que estendo a todas as mulheres (e homens) que gostam de ler textos de clichés sobre as relações amorosas: não deixe o livro escancarado, mas deixe-o ir espreitando de vez em quando; deixe-o ler uma ou outra página para conhecer a história. Afinal, você é a heroína do romance que ele vai lendo!

6 comentários

Comentar post