Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Hoje é o Dia da Mulher. Para mim é todos os dias!

Mónica Silvares

 

Hoje assinala-se o Dia da Mulher. É ótimo que os jornais, as televisões, se lembrem das mulheres neste dia em específico e não faltam reportagens a falar das diferenças, da discriminação do esforço acrescido que as mulheres têm em relação aos homens.

 

Para mim, este tipo de conversas irrita-me um pouco. Não porque acho que Elas não mereçam, mas por haver necessdiade da sua existência. Falo por mim, mas acredito que há uma grande parte de homens que pensam da mesma maneira.

As mulheres são deusas, musas, e quando dizemos isto (que elas tanto apreciam) estamos a colocá-las numa posição de diferença. Elas são tanto deusas, como nós, homens, somos deuses. Vá, há aqueles que elas acham mesmo que o são pelo seu aspecto físico. Mas voltemos à terra.

 

As mulheres, infelizmente, continuam a sofrer com o estigma da sua condição feminina.

 

Os dados não deixam mentir: ganham salários inferiores aos homens, mesmo em cargos idênticos; são discriminadas por causa da condição da maternidade, dos cuidados com os filhos, dos imprevistos das doenças das crianças. Conversas aberrantes como deixar no ar que se uma mulher engravida vai deixar de progredir na carreira.

Felizmente, há casos de sucesso que dão alguma esperança, mas são a excepção, não a regra!

 

Há mulheres que optam por não amamentar (umas por questões estéticas, deixemos isso para outra conversa) outras por causa da carreira. Esta é uma daquelas coisas que só as mães podem fazer. Tal como dar à luz. Ou seja, sem mãe, não há luz!

Mas são estas diferenças que nos fazem a nós, homens e a vocês, mulheres, tão especiais e complementares.

Vá lá, a natureza sabe o que faz. Já imaginaram um homem com mamas? É aterrador, certo? Portanto, vamos assumir que as diferenças são muito bem-vindas.

 

Já o disse aqui, e repito: irrita-me cada vez que oiço alguém dizer que os homens são isto ou aquilo. Esterótipos que também recuso em relação às mulheres. Tem de haver respeito, direito à diferença de cada um.

Faça o teste e veja que tipo de homem é:

 

Mas hoje é o Dia da Mulher. Encaro-o como o dia de aniversário. É o dia Delas por excelência, e o Conversa de Homens, como apaixonado e romântico assumido que é (que sou), não podia deixar passar este dia sem fazer referência ao tema.

 

Este é o dia de todas as mulheres, em especial das minhas. Já sei que não vou conseguir programar nada muito elaborado para celebrar, fora de casa, por causa dos horários que Ela tem, mas acho que consigo assinalar o momento com um jantar romântico.

 

Talvez aposte nas espetadas de morangos molhados em chocolate com pimenta rosa e num petisco que envolva um apetitoso molho. Perfeito para acompanhar com o Pedra Cancela que os amigos de Viseu forneceram, a propósito da participação da cidade na Bolsa de Turismo de Lisboa, onde foi apresentado um novo site da autarquia.

 

Seremos todos iguais? Claro que não, igualdade tem por base a diferença e respeito de cada um. Há dias em quem me apetece ficar sentado e deixar a loiça para mais logo? Sim, mas isso é porque quero ficar com ela enroscado no sofá.

14 comentários

Comentar post